Monday, December 11, 2006

morte súbita

Morte Súbita - o que podemos fazer
A MORTE SÚBITA por PARADA CARDÍACA é um importante problema de saúde pública, apesar disso, não há ainda conscientização da população. A mais freqüente causa de parada cardíaca é a doença arterial coronária. Aproximadamente, 220 000 norte americanos morrem por ano de doença arterial coronária sem terem sido hospitalizados. A maioria vítimas de morte súbita encontra-se em sua idade mais produtiva. Mais de 95% das mortes ocorrem fora do ambiente hospitalar. Sendo o principal mecanismo de morte a fibrilação ventricular. A rápida desfibrilação e o suporte básico de vida podem aumentar a taxa de sobrevida em longo prazo. Cidades onde o acesso aos desfibriladores ocorre no período cinco a sete minutos, a sobrevida após uma parada cardíaca é maior do que 49%. Em 1992 o American Heart Association criou o conceito de "corrente de sobrevida", que é uma seqüência de medidas ordenadas e encadeadas que devem ser tomadas no atendimento de uma parada cardiorespiratória.
A parada cardíaca ocorre de forma súbita e dramática. A principal causa em adultos é a doença arterial coronária, sendo a fibrilação ventricular o mecanismo deflagrador. Entre jovens a liberação de adrenalina durante a prática de atividade física associada a anomalias cardíacas ou ao uso indevido de drogas ilegais é o fator desencadeante de distúrbios do ritmo cardíaco, tais como fibrilação ventricular, levando a parada cardíaca. A morte cerebral inicia-se após quatro a seis minutos da parada cardíaca. Podendo ser revertida em poucos minutos na maioria das vítimas através do choque elétrico. O procedimento responsável pelo restabelecimento do ritmo cardíaco normal através do choque elétrico é chamado desfibrilação. A sobrevida é reduzida em sete a 10% a cada minuto após uma parada cardíaca. Poucas tentativas de ressuscitação têm êxito após 10 minutos. A morte por parada cardíaca não é inevitável. Se a população estiver orientada a chamar prontamente o 193 e treinada para oferecer o suporte básico de vida até a chegada do desfibrilador mais próximo, muitas vidas poderão ser salvas.
Aproximadamente 815 pessoas já participaram dos programas de treinamento oferecidos pelo Instituto do Coração (InCor - HC/FMUSP) com o apoio do American Heart Association, de janeiro a junho de 2001. Os programas de treinamento oferecidos pelo InCor são direcionados aos profissionais da área médica e aos leigos, e são ministrados durante todo o ano. Dentre os programas oferidos estão: BLS (Basic Life Support), ACLS (Advanced Cardiac Life Support), PALS (Pediatric Advanced Life Support) e Heartsaver AED (Automatic External Desfibrilation). No InCor a organização do curso conta com uma equipe multi-profissional altamente envolvida e treinada, sob a coordenação do médico Dr. Sérgio Timerman, da enfermeira Ana Paula Quilici e da secretária Deunides Silva Santos. Contatos devem ser feitos pelo telefone: 11 3069 5337 ou pelo email: apquilici@uol.com.br

No comments: