Thursday, April 30, 2015

Risco de hipoglicemia durante a hemodiálise em diabéticos renais crônicos está relacionado à glicemia mais baixa na pré-diálise

Risco de hipoglicemia durante a hemodiálise em diabéticos renais crônicos está relacionado à glicemia mais baixa na pré-diálise

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie esta notícia
Risco de hipoglicemia durante a hemodiálise em diabéticos renais crônicos está relacionado à glicemia mais baixa na pré-diálise

Para comparar a ocorrência de hipoglicemia1 durante a hemodiálise2 em pacientes diabéticos com doença renal3 crônica que apresentam diferentes níveis de glicemia4 pré-diálise5 e o uso de soluções de diálise5 (dialisado) com e sem glicose6 foi realizado um trabalho publicado no Archives of Endocrinology and Metabolism.
O estudo foi ralizado na Universidade Luterana do Brasil, no Rio Grande do Sul. Vinte pacientes com diabetes mellitus7 tipo 2 (DM2) em hemodiálise2 foram submetidos a três sessões de diálise5 (em um intervalo de sete dias cada uma) com soluções de diálise5 sem glicose6.
Níveis de glicose6 no sangue8 foram medidos imediatamente antes da diálise5 e em quatro momentos durante a sessão. Valores abaixo de 70 mg/dL9 foram considerados como hipoglicemia1. A média de glicemia4 pré-diálise5 foi menor naqueles que apresentaram hipoglicemia1 intra-dialítica do que naqueles que não apresentaram hipoglicemia1 intra-dialítica, tanto com o uso de soluções sem glicose6 quanto com o uso de soluções com glicose6 de 55 mg/dL9. Em pacientes com glicemia4 pré-diálise5 abaixo de 140 mg/dL9, a glicemia4 intradialítica média foi significativamente inferior à glicemia4 pré-diálise5 apenas quando era utilizado dialisado sem glicose6. A hipoglicemia1 durante a diálise5 foi observada somente quando eram utilizadas soluções de diálise5 sem glicose6 ou pobres em diálise5.
Concluiu-se que nos pacientes estudados o uso de solução de diálise5 sem glicose6 ou pobre em glicose6 aumentou o risco de hipoglicemia1 intradialítica em pacientes diabéticos com insuficiência renal10 crônica, especialmente naqueles com melhor controle glicêmico presumido.
Fonte: Archives of Endocrinology and Metabolism, volume 59, número 2, de abril de 2015

No comments: