Saturday, May 12, 2007

QT - Náuseas e vômitosO que você pode fazer para aliviá-los.
Já se passou muito tempo desde a época em que as náuseas e os vômitos eram efeitos colaterais inevitáveis da quimioterapia.

Atualmente, sabemos muito mais sobre como e por que a quimioterapia causa náuseas e vômitos - e temos mais medicamentos disponíveis para ajudar a prevenir esses efeitos colaterais desagradáveis.

Como a quimioterapia causa náuseas e vômitos
A quimioterapia destrói as células cancerosas, impedindo que elas cresçam e se multipliquem. No entanto, nesse processo, a quimioterapia pode afetar também outras células no organismo. Por exemplo, quando certas células que crescem no revestimento do estômago são lesadas durante a quimioterapia, estas enviam sinais ao cérebro, que dá início ao processo dos vômitos. Esse é um meio pelo qual a quimioterapia causa náuseas e vômitos. Entretanto, alguns medicamentos quimioterápicos podem enviar sinais diretamente ao cérebro, sem qualquer envolvimento das células do estômago. Como os medicamentos existentes hoje podem ajudar
Os "antieméticos" são medicamentos usados para prevenir ou controlar as náuseas e os vômitos. Alguns impedem que as células do estômago enviem sinais ao cérebro, enquanto outros impedem as "células receptoras" (chamadas de receptores), fazendo com que o cérebro deixe de receber os "sinais de vômito." Atualmente, os medicamentos antieméticos mais modernos permitem evitar a ocorrência de episódios de náuseas e vômitos após a quimioterapia em um número cada vez maior de pacientes. Como são escolhidos os antieméticos
Todas as quimioterapias funcionam de forma diferente e cada uma possui um conjunto distinto de efeitos colaterais. Por exemplo, algumas quimioterapias causam mais náuseas e vômitos do que outras, enquanto algumas causam muito poucos ou nenhum episódio de náusea ou vômito. Algumas quimioterapias causam vômitos já poucas horas após a administração do medicamento (náuseas e vômitos agudos) e outras causam náuseas e vômitos um dia ou mais após a realização da quimioterapia (náuseas e vômitos tardios). Existem diretrizes que fazem recomendações sobre quais antieméticos devem ser usados com cada quimioterapia. De acordo com essas diretrizes, muitos pacientes necessitam de mais de um antiemético durante um ciclo de quimioterapia. Alguns antieméticos são administrados no dia da quimioterapia para prevenir as náuseas e os vômitos agudos, enquanto outros são tomados em casa para prevenir as náuseas e os vômitos tardios. Além disso, existem ainda alguns antieméticos que previnem náuseas e vômitos agudos e tardios, e são tomados no dia da quimioterapia e durante alguns dias depois. O que você pode fazer para reduzir a ocorrência de náuseas e vômitos.
A coisa mais importante que você pode fazer para reduzir a ocorrência de náuseas e vômitos após a quimioterapia é conversar com seu médico, enfermeiro ou outro profissional da área oncológica a respeito dos antieméticos que lhe foram prescritos. Conte a eles se os medicamentos funcionaram bem ou não e se você ficou ou não satisfeito com o tratamento.
Você pode achar que falar sobre os efeitos colaterais relacionados ao seu tratamento não seja tão essencial quanto a discussão do seu progresso em geral, mas uma conversa desse gênero é extremamente importante. A equipe de profissionais que cuida de sua saúde deseja que você se sinta o melhor possível após a quimioterapia. No entanto, para ajudá-los a alcançar esse objetivo, sua colaboração é essencial. Tudo o que eles precisam é que você fale... e permita que eles lhe ajudem.

No comments: