Sunday, November 04, 2007

Cientistas "revertem dano" de esclerose múltipla em laboratório

10/10/2007 - 11h44
Cientistas "revertem dano" de esclerose múltipla em laboratório
da BBC Brasil

Pesquisadores americanos conseguiram reverter os danos neurológicos causados pela esclerose múltipla em ratos de laboratório e esperam que a descoberta possa levar a novos tratamentos para a doença.

Mais de 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de esclerose múltipla, uma doença neurológica crônica que destrói uma camada chamada mielina. Ela isola as fibras do sistema nervoso central, causando sintomas como visão embaçada, perda de equilíbrio e paralisia.

O estudo da Mayo Clinic, em Rochester, nos Estados Unidos, usou um anticorpo humano para reconstituir a mielina em ratos com a forma progressiva da doença. Atualmente, os sintomas da esclerose múltipla podem ser controlados até certo ponto, mas não há possibilidade de se restaurar a mielina danificada.

Os testes em humanos devem começar em breve, depois que a técnica for aperfeiçoada em animais.

No comments: