Wednesday, August 07, 2013

Doença arterial periférica em ascensão

  • APA
  • 3 Visualizações
    Sem avaliação
A aterosclerose é a causa principal dos AVCs e ataques cardíacos. Um tipo semelhante da doença — chamada doença arterial periférica (ou "doença da vitrine", pois a liberdade de movimento é limitada e as pessoas afetadas devem fazer pausas ao caminhar nas ruas) — tem recebido muito menos atenção até o momento. De acordo com estimativas de pesquisadores da Universidade de Edimburgo (Grã Bretanha), 202 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem desta doença (2010) e a frequência está aumentando.
"O número de pessoas com doença arterial periférica (DAP) aumentou dramaticamente em 23,5% – de 164 milhões em 2000 para 202 milhões em 2010", conta o "The Lancet". A maioria das pessoas afetadas — 70% ou, a saber, 140,8 milhões de indivíduos — vive em países de baixa ou média renda. Assim, as "doenças da civilização" continuam a subir nas regiões mais pobres do mundo. Em 2010, 40,5 milhões de pessoas foram afetadas na Europa, desde o ano 2000 o número aumentou em cerca de 13%.
"Uma expectativa maior de vida, assim como mudanças no estilo de vida, é a força motriz para o aumento dramático da doença. No grupo de pessoas com mais de 80 anos de idade, o número de pacientes aumentou 35%. Atualmente, um a cada dez indivíduos com mais de 70 anos e um em seis com mais de 80 é afetado", escrevem os pesquisadores, liderados por Gerry Fowkes.
Além de estratégias de prevenção, existe uma necessidade urgente de detecção precoce. Isto pode, por exemplo, ser facilmente medido com o uso de um índice baseado na diferença de pressão arterial entre o tornozelo e a porção proximal do braço. Mas, obviamente, isto ainda é raramente realizado. É hora de agir, exigem os autores.

No comments: